Alunos do Iema são medalhistas na etapa estadual da Olimpíada de Química

5 de dezembro de 2017

QuimicaComo reconhecimento do trabalho desenvolvido pelo Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), alunos da UP de Coroatá foram premiados com medalha de bronze na etapa estadual da Olimpíada de Química e classificados para Olímpiada Norte e Nordeste de Química que acontece no próximo ano. A solenidade de premiação aconteceu na segunda-feira (4), as 19h, no auditório do Centro Pedagógico Paulo Freire da Universidade Federal do Maranhão (Ufma). Além dos alunos premiados com medalha de bronze, estudantes das UPs Bacabeira, São Luís e Timon trouxeram para o Instituto dez menções honrosas.

De acordo com o reitor do Iema, Jhonatan Almada, os resultados obtidos na Olímpiada são fruto do trabalho desenvolvido pelos professores. “O Iema tem três anos de existência e dois anos de efetivo funcionamento. A instituição mais nova a competir na Olímpiada de Química e para nosso orgulho os estudantes se empenharam e contaram com a orientação de professores capacitados. Como resultado conquistaram medalhas e menções honrosas logo no primeiro ano participando dessa olimpíada. Isso estimula nossos estudantes a buscarem mais, aumenta a autoestima e afirma nosso modelo pedagógico como um caso de sucesso na educação maranhense”, afirmou o reitor.

O pró-reitor de pesquisa, inovação e extensão, Dario Soares, fala sobre a conquista do Iema na Olimpíada de Química e ressalta que mais uma vez o Iema mostra o trabalho que vem sendo desenvolvido. “Estamos tendo o privilégio de sermos homenageados. O Iema com sugestões do reitor e pro-reitorias está conquistando mais esse feito. Receber premiações referentes à Olimpíada de Química vai dar o direito de participação dos alunos do Instituto na Olimpíada Norte e Nordeste de Química e quem sabe posteriormente eles consigam chegar à etapa nacional”, contou o pró-reitor, acreditando que o comprometimento do professores de química foi o fator essencial para o avanço dos aspectos cognitivos dos alunos.

A aluna da UP de Coroatá e medalhista de bronze na 9ª Olimpíada de Química, Erica Soares fala da felicidade de receber reconhecimento nos estudos. “É uma alegria imensa estar aqui recebendo essa medalha. Pra chegar aqui não foi fácil, tive que me esforçar e estudar. Isso é fruto do que eu estou plantando. Na unidade do Iema que estudo temos todos os equipamentos e estrutura que nos garantem essa oportunidade de crescimento”, afirmou a aluna, acrescentando que é apaixonada pela química.
Na oportunidade, o estudante Matheus Fernandes, também da UP de Coroatá e medalhista de bronze na olímpiada, fala da paixão pela química. “Inúmeras coisas me atraem na e para a química. As reações químicas são uma espécie de mágica, como diz meu professor Marcão Viana, ‘a química é tudo, a química está em tudo’, e se não fosse a química não teríamos a evolução que o mundo tem hoje”, afirmou Matheus Fernandes. Ele ainda contou que “a premiação foi de uma satisfação imensa. Essa é mais uma medalha para meu acervo, me sinto muito feliz de poder representar o Iema.”