Cursos vocacionais preparam jovens para mercado de trabalho em Açailândia

8 de novembro de 2018

Untitled-2O Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) continua garantindo profissionalização aos maranhenses que pretendem concorrer a uma vaga no mercado de trabalho. Na unidade vocacional de Açailândia, os alunos das formações em eletricista predial e assistente de farmácia concluíram os cursos no dia 6 de novembro na expectativa de montar seus empreendimentos ou na busca por um emprego na área de formação.

A velocidade com que as mudanças ocorrem, aliada a competição crescente e a evolução tecnológica são fatores que determinam o comportamento do mundo do trabalho e consequentemente, este, influencia a forma como cada profissional deve conduzir sua carreira. Os cursos do Iema preparam o indivíduo para esta realidade.

De acordo com a coordenadora vocacional de Açailândia, Phabiana Gama Teles Coelho, os cursos oferecidos surgiram da demanda por profissionais no município. “Em Açailândia há necessidade de pessoas qualificadas na área de eletricista predial e assistente de farmácia. Tivemos nesta primeira turma dos cursos jovens cheios de expectativas e com vontade de garantir uma vaga na mercado de trabalho”, afirmou, acrescentando que os estudantes de eletricistas predial farão a instalação elétrica do laboratório de informática como projeto final da capacitação.

Untitled-3Os cursos oferecidos tiveram carga horária de 160 horas, 69 jovens concluíram a formação, 32 de eletricista predial e 37 de assistente de farmácia. Após o curso, 15 estudantes foram encaminhandos para estágio em assistente de farmácia em empresas como Vital Pharma, Drogaria +Saúde e Farmácia do Trabalhador.

Luis Felipe Costa do Santos participou do curso de eletricista predial e acredita que a formação trouxe uma nova vocação para sua vida. “Gostei bastante da formação, aprendi sobre instalação de tomada, circuitos e ligação predial adequada. Foi uma oportunidade de aprendizagem que está me ajudando a alcançar objetivos”, contou Luís que pretende montar seu próprio negócio em conjunto com Maria Raylana que também praticou do curso.

O aluno Anderson Guilherme da Silva é eletromecânicos e fez o curso de assistente de farmácia para aumentar o leque de oportunidades no mercado de trabalho. “A teoria e a prática me deram suporte necessário para me envolver na área a ponto de querer me profissionalizar ainda mais. Gostei bastante das visitas técnicas nas farmácias de manipulação e do atendimento em ruas de Açailândia, pois aferimento a pressão e fizemos teste de glicemia nos moradores da cidade”, comentou.
O secretário adjunto de educação profissional do Iema André Bello destaca a importância do oferecimento de diversos cursos profissionalizantes no MA que qualificam maranhenses. “Estamos passando por uma forte crise econômica desde 2015, aumentada depois do impeachment. O governador Flavio Dino nunca parou os investimentos na educação e com muita determinação e esforço o Iema já capacitou mais de 24 mil alunos ofertando cursos em 100 cidades espalhadas pelo Maranhão. Saímos do zero para 27 unidades do Instituto. Claramente a educação está passando por transformação no território maranhense”, enfatizou.

Texto: Cynthia Raquel