Estadual classificou 36 equipes para etapa nacional do Torneio Juvenil de Robótica em São Paulo

30 de setembro de 2019

TJR (2)A etapa estadual do Torneio Juvenil de Robótica realizado em Codó, de 25 a 27 deste mês, classificou 36 equipes para o pleito nacional que vai acontecer em São Paulo no mês de novembro. A maioria das equipes classificadas são do Iema, mas tem de escolas municipais, de institutos federais e de instituições particulares. O evento aconteceu no Instituto Histórico e Geográfico (IHGC).

O Torneio Juvenil de Robótica é um evento gratuito com o objetivo de difundir a robótica e reúne estudantes de escolas públicas e privadas, de universidades e de institutos federais para provas de conhecimento. As realizadas na edição estadual do TJR reuniram alunos do ensino fundamental (Nível II) e médio (Nível III).

Realizada pelo Iema – Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão – a edição estadual do TJR contou com o apoio da Prefeitura Municipal de Codó e da Secretaria Municipal de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação do município. O Iema participou das provas com equipes das unidades plenas e das vocacionais. Representaram as unidades plenas Axixá, Bacabeira, Brejo, Coroatá, Cururupu, Itaqui-Bacanga, Pindaré-Mirim, Santa Inês, São José de Ribamar e Timon. As unidades vocacionais foram representadas pela equipe do Iema Rio Anil. Outro representante do Instituto é CEC Iema Caxias – Centro de Educação Científica de Caxias.

No total, 22 municípios participaram da etapa estadual, dentre eles o anfitrião Codó, que levou seus clubinhos de robótica, São Bernardo, São João Batista, São Mateus, São Luís e Santa Inês. Codó contou ainda com a participação de equipes do Ifma local.

TJR (1)Samastech, equipe de São Mateus, é a grande campeã do Nível II. A equipe venceu provas como Cabo de Guerra, Resgate no Plano e Registro Multimidiático, e ficou em segundo lugar na Dança. Ainda no Nível II, o Centro de Educação Científica de Caxias (CEC Iema Caxias) ficou em segundo lugar no número de troféus. A escola caxiense somou cinco participações no pódio. Venceu as provas de Sumô e Dança, e pontuou na Viagem ao Centro da Terra (segundo lugar), no Resgate no Plano (terceiro lugar), e na Multimídia (segundo lugar).

Professora do CEC Iema, Débora de Cássia Gomes Cruz lembra que os alunos ficaram dois finais de semana nos laboratórios estudando, programando, se preparando. Na avaliação da professora, a participação do CEC foi agregadora porque todos os ‘aprendentes’ foram exitosos em suas provas. “Isso trouxe para eles mais motivação. Se sentiram empoderados, protagonistas desse processo. Vê-los aqui ganhando, aprendendo, ajudando e torcendo pelos outros creio que é o maior aprendizado dentro dessas competições.”

Quem também se destacou no torneio foi Codó que teve boa participação e se classificou para a etapa que acontece na USP, em novembro. O Clubinho de Robótica de Codó venceu a prova Viagem ao Centro da Terra. As equipes codoenses pontuaram também nas provas Resgate no Plano e Cabo de Guerra (segundo e terceiro lugar).

Ainda no Nível II, as equipes de São Luís (Colégio Militar) e o Clubinho da Robótica de São Bernardo também pontuaram e garantiram vaga para a etapa nacional. O Colégio Militar ficou em terceiro lugar na Viagem ao Centro da Terra, e São Bernardo em terceiro no Registro Multimidiático.

Pindaré-Mirim é a grande campeã do Nível III. A equipe venceu cinco provas em primeiro lugar – Cabo de Guerra, Viagem ao Centro da Terra, Resgate no Plano, Resgate de Alto Risco, e Registro Multimidiático. A escola é uma das primeiras unidades plenas do Iema a participar de torneios de robótica. As suas participações datam de 2016.

Outras equipes do Iema também pontuaram e garantiram vaga na etapa nacional. Dessa forma, está de parabéns a robótica de Axixá, Bacabeira, Coroatá, Cururupu, São José de Ribamar, Santa Inês e Iema Rio Anil. A equipe de Bacabeira ficou em segundo lugar na classificação geral, vencendo a prova Dança e pontuando na Cabo de Guerra, Resgate de Alto Risco e Registro Multimidiático. Em terceiro lugar ficou a equipe de Brejo, que pontuou nas provas Sumô, Viagem ao Centro da Terra e Dança.
“A gente ainda não sabe como vai ser, o que vamos fazer pra ir a São Paulo, porque é distante e tudo muito caro, mas vamos nos organizar”, disseram alguns alunos após a divulgação do resultado final da etapa estadual do TJR.