Estudante do Iema é convidada para apresentar sua obra na Bienal do Livro de São Paulo

11 de junho de 2019

CAMILA TIMONCamilla Brito de Sousa, estudante do terceiro ano do curso técnico em informática biomédica da unidade plena de Timon do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) foi convidada para representar o Maranhão apresentando sua obra “A Garota que me ensinou a amar” na Bienal do Livro do Rio de Janeiro que acontece em agosto deste ano.

As obras de Camilla alcançaram um milhão de leitores no aplicativo “Wattpad”, estando entre os quatro mais lidos na plataforma. O aplicativo permite compartilhar novas histórias com outras pessoas, que pode ser usado por meio de seu lugar no site, por meio de um computador ou app no celular. Os usuários podem publicar artigos, relatos e poemas sobre qualquer coisa. “Sou muita grata! É um sentimento extraordinário. Publiquei no aplicativo, e em apenas um mês consegui mais de quatro mil leitores. É importante que as pessoas se interessem e leiam, pois nesse aplicativo tem muitas publicações de pessoas do Rio de Janeiro, São Paulo, e não temos muito maranhenses que publicam suas obras nessa plataforma”, contou a estudante Camilla Brito, acrescentando que os interessados podem encontrar suas obras no aplicativo “Wattpad” através do endereço: @eusoudw.

Sua segunda conquista foi a aquisição de 30 mil seguidores em seu perfil criado no Instagram para compartilhar textos e vídeos sobre relacionamentos e sobre a vida cotidiana. “Tenho um Instagram literário onde faço a publicação de textos e vídeos sobre relacionamentos e sobre a vida cotidiana. Com minhas postagens consegui 30 mil seguidores. Me sinto muito feliz, pois se não fosse pelos meus seguidores eu não estaria bem próxima de realizar um sonho. Hoje já sou palestrante em escolas e acho muito importante incentivar o hábito da leitura”, destacou.

Camilla também foi aprovada no Edital Nº 12 /2018, que tem como objetivo selecionar livros escritos por estudantes para publicação pela editora do Instituto. “Meu projeto é apresentar a minha obra na Bienal do Livro, pois eu acho fundamental. A bienal é uma ótima oportunidade de divulgar as obras e escritores. Gostaria de mostrar para o Brasil que tem uma maranhense, do município de Timon, que escreve e que quer mostrar sua obra. Sabemos que são poucas pessoas que vão para a bienal e conseguem expor sua obra, seria fundamental para o Maranhão ter uma representante”, frisou a aluna, reiterando que tem muita gratidão pelos projetos de incentivo que incentivam o habito da leitura fomentado pelo Iema.

“Agradeço ao Iema por ter realizado a primeira parte do meu projeto de vida, que é a publicação do meu livro. Fico muito realizada em ter minha obra publicada pelo Instituto”, reiterou.