Governo do Estado lança edital e abre período de inscrição para curso técnico na Escola de Cinema do Maranhão

13 de julho de 2017

EscCinema Fellipeneiva (2)O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), abre novas oportunidades para os interessados em atuar na área de cinema. Nesta quarta-feira (12) foi lançado edital para o curso técnico em cinema ofertado pela Escola de Cinema do Maranhão – unidade vocacional do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), Praia Grande. A solenidade de lançamento aconteceu no Cine Praia Grande como parte da programação de abertura da Primeira Mostra Internacional de Cinema de São Luís.

De acordo com o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada, a escola tem como objetivo promover a formação profissional de jovens e adultos articulada às demandas dos setores produtivos locais e regionais e contribuir para o acesso de jovens e adultos ao mercado de trabalho mediante a formação profissional técnica. “Gostaria de parabenizar toda a equipe que luta e se forma para que tudo isso aconteça. Entendemos que a arte e cultura é um campo fundamental que a ciência, tecnologia e inovação têm que estar junto. Por isso apostamos e investimos na Escola de Cinema do Maranhão, e estamos realizando a assinatura do edital da nova turma”, disse.
“Fico muito feliz e satisfeito! É muito gratificante saber que a semente que nós lançamos começa a crescer e se desenvolver e percebemos que é realidade, algo concreto e que estamos formando a primeira turma. Que alegria poder testemunhar isso”, contou o deputado estadual Bira do Pindaré.

Para o coordenador da Escola de Cinema do Maranhão, Marcos Ponts, o evento é um momento de grande importância. “Representa a evolução da Escola de Cinema do Maranhão. O resultado do primeiro ano foi superpositivo e por isso estendemos o alcance, vamos ter muito mais vagas este ano e sempre buscando fomentar o cinema maranhense e desenvolver a cultura cinematográfica no nosso estado. Vamos manter todas as oficinas do ano passado e acrescentar outras”, relatou.

EscCinema Fellipeneiva (1)O evento contou com a presença do cineasta e diretor-presidente da Agência Nacional do Cinema por mais de 10 anos Manoel Rangel, que reiterou a relevância da Escola de Cinema do Maranhão. “Ficamos muito felizes quando olhamos um estado investindo e desenvolvendo o cenário do cinema. A primeira vez que estive aqui o governador Flávio Dino prontamente encaminhou investimentos para o apoio à produção de cinema no Maranhão. De lá para cá muitas iniciativas aconteceram, e hoje eu volto ao Maranhão e vejo que a escola se tornou realidade pelo empenho da equipe do governo. Para mim é um momento de muita alegria ver essa cena se consolidando e se desenvolvendo”, reiterou.

O curso é gratuito, bem como a inscrição, que pode ser feita no site da Secti no endereço www.secti.ma.gov.br/editais e no site do Iema, no endereço www.iema.ma.gov.br/editais. Podem participar candidatos com idade mínima de 18 anos e com diploma de conclusão do ensino médio. O curso técnico em cinema é na modalidade presencial e tem carga horária de, no mínimo, 800 horas.

Na ocasião, também foi entregue ao diretor de fotografia Afonso Beato o título de “Professor Honoris Causa do Iema”. Afonso Beato tem o trabalho reconhecido nacional e internacionalmente. “Eu não esperava receber essa homenagem, eu falo muito em minhas aulas, mas fico sempre muito emocionado quando estou em público. Para mim é incrível ver uma escola surgir de um querer dos amantes do cinema e do Governo do Estado. Só tenho a agradecer”, frisou.

SOBRE AS VAGAS

O preenchimento das vagas se dará em duas etapas. A primeira considerará a maior nota obtida por meio da soma das notas atribuídas nas disciplinas de matemática, língua portuguesa e estrangeira e na carta de intenção (explicação dos motivos e expectativas em relação ao curso, justificativa e objetivo e experiências relacionadas à área). Nesta etapa serão selecionados 90 candidatos que participarão da segunda etapa.

A segunda etapa de seleção para o ingresso no curso dar-se-á por meio de produção de análise crítica de obra cinematográfica (curta-metragem) a ser realizada presencialmente pelo candidato.

DIFERENCIAL

O curso, segundo explicou em seu discurso o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada, funcionará em dois módulos, divididos em turmas fixas e ouvintes. “O curso será implantado com uma novidade, em duas vertentes. Assinamos o edital para garantir aos estudantes 30 vagas e esses jovens vão estudar todos os módulos do curso técnico. Ao longo dos módulos abriremos mais 15 vagas para quem quiser participar como ouvinte, que servirá com cursos livres, agregando ao curso um dinamismo e oportunizando que muito mais jovens interessados no cinema possam adquirir muito mais conhecimento. Para contribuir com isso, o Iema está recebendo um investimento de R$ 1,2 milhão para a renovação dos estúdios da Escola de Cinema do Maranhão”, explicou.