Iema certifica estudantes em Humberto de Campos

13 de novembro de 2017

O Governo do Estado, por meio do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), formou mais de 100 alunos nos cursos de inglês básico, artesão em artigos de palha e fibras naturais, além de agricultura orgânica. As formações aconteceram na modalidade Formação Inicial Continuada (FIC) na unidade vocacional de Humberto de Campos. A certificação aconteceu nesta segunda-feira (13) e contou com a participação de centenas de pessoas.

Segundo o reitor do Iema, Jhonatan Almada, a certificação de cursos na unidade vocacional de Humberto de Campos evidencia a consolidação do trabalho da instituição. “Realizamos os cursos e agora a certificação das turmas. O Iema na cidade de Humberto de Campos é um vetor importante para o desenvolvimento regional em várias áreas, entre elas temos os artigos das palhas e fibras naturais que é um grande potencial da região”, disse.

De acordo com a supervisora das unidades vocacionais, Josélia Castro, o momento foi oportuno para a visibilidade da cidade e do Iema. “A entrega dos certificados foi bastante proveitosa. Os cursos ultrapassaram as nossas expectativas. No inglês básico tivemos professores, adolescentes pessoas que já estão ou irão ingressar no mercado de trabalho. Serviu para conhecer a língua inglesa ou aprimorar uma segunda. Conseguimos juntar todos os interessados e formar, quase não tivemos desistência. O curso de artigos de palha e fibras naturais e de agricultura orgânica estão despertando vocações e o empreendedorismo”, contou a supervisora.

A carga horária dos cursos FICs compreende 160 a 200 horas. Para a conclusão do curso e certificação, o estudante deverá cumprir o mínimo de 75% de frequência e alcançar média igual ou superior a sete no processo da formação profissional. Na unidade vocacional de Humberto de Campos, o nível de frequência foi superior a 102%.