Iema cria Coordenação Aeroespacial de Foguetes e Satélites (CAFS)

7 de setembro de 2019

Com o objetivo de organizar, incentivar e acompanhar as atividades relacionadas a lançamento de foguetes e satélites em suas unidades plenas, o Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) criou uma Coordenação Aeroespacial de Foguetes e Satélites (CAFS). A coordenação vai proporcionar maior alcance das atividades de pesquisa, extensão e inovação do Instituto. A coordenação foi criada por meio da Portaria Nº 395.

Reitor do Iema, Jhonatan Alma reitera o objeto da CAFS pontuando que a coordenação vai apoiar a disseminação de práticas experimentais em articulação com a base nacional comum, com a técnica e a parte diversificada, auxiliando na integração dos conhecimentos e na interdisciplinaridade para resolver problemas.

“Vamos atuar nas competições, mas também na produção de pesquisa e inovação”, discorre o reitor pontuando que também com esse objetivo foi criada a robótica no Instituto. “Em face das sucessivas conquistas de nossas equipes escolares, do apoio e da vontade da comunidade escolar em desenvolver essas práticas, até culminar na criação de um componente curricular de robótica que alcança todas as unidades plenas do Iema.”

A Coordenação Aeroespacial de Foguetes e Satélites é composta pelos professores Lea Cristina (coordenadora geral), Rafael Ádan (coordenador pedagógico) e Valter Castro (coordenador técnico), todos da unidade plena de Axixá. Responsável pela execução da missão espacial, o professor Valter comemora a criação da coordenação que, segundo ele, vai possibilitar acesso a um número maior de escolas e chegar a várias microrregiões do estado e divulgar o programa espacial brasileiro. “Nossa primeira tarefa será a Mostra Brasileira de Foguetes que vai acontece em Barra do Piraí. Minha missão é preparar as equipes para que tenham bom desempenho.”

O professor Rafael vai cuidar das equipes que participarão das provas, inclusive com formações. “Essa coordenação direciona, especifica ainda mais o trabalho de lançamento de foguetes. É uma forma de formalizar essa área que vem se expandindo cada vez mais no Maranhão.”

“Com essa coordenação, vamos poder elaborar nosso plano de ação, mobilizar as outras unidades e formar equipes. Nossa missão é mobilizar, formar e colocar em prática todo o estudo feito que for realizado”, reitera a professora Lea Cristina, coordenadora da CAFS. “Entendi que o trabalho não é apenas para o lançamento de foguetes, mas que continua com estudos a respeito da formação de satélites.”

Atualmente contam com equipes de foguete as unidades plenas do Iema de Axixá, Brejo, Bacabeira, São Luís e São José de Ribamar. Recentemente o Instituto realizou a Omafog – Olimpíada Maranhense de Foguete – que aconteceu em Santa Rita. A UP de Axixá obteve 39 medalhas e a UP São, 15.

“Diante do que vimos na Omafog – todo o envolvimento das escolas, a criação de equipes no município…), temos ideia de como desenvolver esse trabalho. Estamos motivados a ponto de acreditar que este é um trabalho que vai dar certo. É com essa positividade que estamos encarando essa nova missão”, conclui a professora Lea.

Agenda

Quatro equipes do Iema participam da Mostra Brasileira de Foguete (MOBFOG): Axixá, Bacabeira, São Luís e Matões. O evento acontece de 22 a 25 de outubro em Barra do Piraí / Ria de Janeiro. “Vamos preparar essas equipes, nivelar, para que alcancem boas colocações nas competições”, afirma o professor Valter Castro.

De 15 a 17 de novembro acontece em Curitiba um evento de minifoguetes (combustível sólido). É o festival brasileiro de minifoguetes.