Iema é reconhecido como instituição colaboradora do Mapa de Cidades Sustentáveis

31 de outubro de 2019

Desde a sua implantação, o Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia o Maranhão (Iema) vem se configurando como uma instituição de ensino que oferta educação técnica, científica e tecnológica tomando a sustentabilidade como referência. Exemplo disso, são as iniciativas Copo Zero e Óleo Zero que foram implantados nas unidades plenas com o objetivo de reduzir o consumo de copos descartáveis e realização adequada do óleo de cozinha.

Esses e outros projetos possibilitaram ao Iema colher louros como o reconhecimento de ser uma instituição colaboradora para a construção de cidades sustentáveis, por parte das empresas Quintessa e Instituto Vedacit que, dentre outras ações, elaboraram o Mapa de abrangência nacional para estimular o empreendedorismo, negócios inovadores e a construção de cidades sustentáveis.

Mais de 4.500 organizações foram avaliadas e o Iema foi uma das 681 selecionadas, sendo classificado na categoria Ocupação Profissional – Inclusão e Requalificação Profissional ao lado de outras 61 organizações.

O objetivo do Mapa é visibilizar o trabalho de organizações e reunir em uma só plataforma todas as iniciativas do país que tenham propostas para construção de cidades sustentáveis.

Segundo reitor do Iema, Jhonatan Almada, a sustentabilidade é trabalhada nas unidades plenas. “O Iema tem enquanto seus princípios o desenvolvimento sustentável e nós temos projetos que apontam para esse desenvolvimento como uma prática concreta na instituição. Posso citar a iniciativa Copo Zero e também a iniciativa Óleo Zero com o objetivo de construirmos uma instituição cada vez mais sustentável e isso nos levou a integrar este Mapa que valoriza e reconhece o trabalho do IEMA nessa área”, concluiu

Confira o Mapa:
http://www.vedacit.com.br/uploads/biblioteca/20190927161344_Mapa%20Cidades%20Sustent%C3%A1veis%20leve.pdf