Iema homenageia Seap com medalha Renato Archer

4 de dezembro de 2018

Imagm B LSeapA manhã desta terça-feira (4) foi marcada pela homenagem que o Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) prestou à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) com a entrega da medalha Renato Archer, conferida a pessoas ou instituições que tenham colaborado para o desenvolvimento e cumprimento da missão do Instituto. A homenagem reuniu o reitor do Iema, Jhonatan Almada, o secretário de Estado de Administração Penitenciária, Murilo Andrade Oliveira, o subsecretário da Pasta, Rafael Veloso, a secretária adjunta de Atendimento e Humanização, kelly Cristina Carvalho, o secretário adjunto de Administração, Logística e Inovação Penitenciária, Francisco Barradas, e o secretário adjunto de Segurança Penitenciária, João Rodrigues.

Depois de breve explanação acerca da medalha e da história de vida de Archer, Jhonatan Almada entregou a insígnia ao Murilo Oliveira. “A medalha Renato Archer foi criada no âmbito do Iema para homenagear parceiros da instituição. É uma homenagem que o Iema faz aos que contribuíram com o desenvolvimento e cumprimento da missão do Instituto, que é fazer educação profissional, científica e tecnológica.”

Murilo Andrade elogiou a parceria entre Iema e Seap, falou dos objetivos para 2019/2020 e agradeceu ao reitor pela medalha. “Hoje temos vários cursos de capacitação em andamento e nossa pretensão é fazer essa parceria crescer. Me sinto muito honrado por ter recebido essa medalha.”

No segundo semestre de 2018, também foram condecorados pelo Iema com a medalha Renato Archer a presidente da Funac, Elizângela Cardoso, Karoline Goltzman – representante da Via Mundo, e Carlos Luso – representante Consult. Estes homenageados receberam suas medalhas durante o II Encontro Acadêmico realizado dia 1ª de dezembro no auditório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual do Maranhão (Uema).

SOBRE RENATO ARCHER

Renato Archer foi o primeiro ministro de Ciência e Tecnologia na história do Brasil, é maranhense e tem grande contribuição para desenvolvimento científico e tecnológico do País.