IEMA inicia ano letivo nas unidades plenas de São Vicente Férrer e Rio Anil

13 de março de 2020

Um grande número de jovens do ensino médio técnico inicia o ano letivo nesta segunda-feira (16) nas unidades plenas do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) de São Vicente Férrer e Rio Anil. Em São Vicente Férrer, estão matriculados 159 alunos, divididos em quatro turmas, nos cursos de agricultura, manutenção e suporte de informática e serviços jurídicos. Já no Anil serão ofertados os cursos técnicos em administração, gerência de saúde, informática para internet e logística, atendendo um total de 2.618 alunos.

Como é de costume no Instituto, os novatos são recebidos por colegas ‘veteranos’ durante o Acolhimento, metodologia de êxito do modelo institucional do IEMA. Os novos estudantes da unidade plena de São Vicente Férrer serão acolhidos pelos protagonistas da unidade plena de Cururupu, e os jovens da unidade Rio Anil por alunos egressos do Instituto e protagonistas das unidades plenas localizadas na região metropolitana e também da capital maranhense.

O acolhimento tem como principal objetivo recepcionar os novos alunos, equipe escolar, pais e responsáveis, além de apresentar a metodologia inovadora e introduzir todo modelo pedagógico utilizado nas unidades plenas. Um marco deste modelo são as atividades voltadas para a valorização do sonho do estudante que ingressa no IEMA.
A comunidade estudantil da baixada maranhense receberá uma unidade cujo investimento é superior a R$ 12 milhões com estrutura completa para que alunos e professores possam realizar suas atividades com excelência. Até agora estão prontos o bloco pedagógico – composto por salas administrativas, 12 salas de aula (quatro estão climatizadas), biblioteca e laboratórios – a cozinha industrial e o refeitório. O prédio é construído com verba do Fundo Escola Digna. A obra deve ser concluída no final de maio.

Para a gestora geral da unidade São Vicente Férrer, Maria Zilda Cantanhede, o IEMA vai transformar a vida dos jovens do município. “Nossas expectativas são as melhores para o início das atividades com os alunos. Nossa região é muito carente e gostaria que nossos jovens pudessem desfrutar da educação que hoje várias regiões do estado possuem, que consigam ter os mesmos resultados, ou melhores, e que saiam aptos para vivenciar e realizar seus projetos de vida”, declarou.

A unidade Rio Anil conta com uma área construída de 11 mil m², com 57 salas em funcionamento, teatro, auditório, biblioteca e banheiros. A Escola segue com o ensino fundamental, o ensino médio regular e técnico.