Iema inicia calendário de colação de grau dos formandos pela unidade plena de Bacabeira

4 de janeiro de 2019

003 (1)“Finalizar o ensino médio técnico no Iema significa muito em minha vida, pois para nós que somos jovens e viemos de origem humilde já é uma conquista gigantesca concluir o ensino médio, sabemos que vários jovens da nossa idade não tem a mesma oportunidade. Agora concluir o ensino médio técnico em uma escola de primeiro mundo é muito além de tudo que sonhava antes de entrar no Instituto. Hoje eu sou protagonista da minha vida, e me sinto seguro para crescer, e o céu é o limite, só tenho a agradecer ao Iema”, essas foram as palavras do formando em mineração da unidade plena de Bacabeira do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) Caio Emanuel de Lima, durante a primeira solenidade de colação de grau dos estudantes do Iema.

Caio se junta aos cento e vinte e dois estudantes que assim como ele participaram da cerimônia de colação de grau, no auditório da unidade plena de Bacabeira, na noite da última quinta-feira (4). Além de concluir o ensino médio, eles saem da escola técnicos em administração, logística e mineração. Ao todo, foram duas turmas de administração, uma de mineração e outra de logística. Os formandos do curso técnico em administração são 65. Do curso técnico em logística são 30. Concluíram o curso técnico em mineração 28 alunos.

A mãe de Caio Emanuel, Ana Lúcia Cornélio, destacou que a conclusão do ensino médio do filho no Iema é a realização de um sonho. “Logo que foi criado o Instituto, tanto eu quanto ele queríamos conseguir a vaga no Iema, e hoje ele está concretizando esse sonho. Tenho certeza que contando com todas as experiências que ele viveu no Iema, os trabalhos, as disciplinas eletivas, e o intercâmbio que ele fez para Alemanha ele tem um futuro lindo pela frente. Acredito que tudo que ele vivenciou aqui no Instituto não seria viável em outra instituição, hoje meu filho sai fluente em alemão, e inglês fora o protagonismo e a evolução nas tomadas de decisões, vejo hoje meu filho preparado para o futuro”, destacou.

De acordo com o reitor do Iema, Jhonatan Almada, estar formando os primeiros alunos concretiza a realização de um projeto transformador. “É uma satisfação imensurável participar de tudo isto porque sabemos que estamos formando uma nova geração de pessoas e de profissionais. A formatura é resultado de uma ação inclusiva que leva em conta o projeto de vida dos estudantes. Os pais e responsáveis podem ter certeza que os alunos receberam o melhor de nós durante os três anos dos alunos no Iema”, enfatizou em seu discurso.

Segundo a gestor geral da unidade plena de Bacabeira, Ana Cláudia Santos, a formação das primeiras turmas representa a primeira missão cumprida. “Agradeço todas as experiências partilhadas, as lições aprendidas e todo caminho que trilhamos em conjunto, como uma marca que nunca vai se apagar, afinal essa é a primeira página que escrevemos do livro da história da nossa unidade. Só temos a agradecer aos pais que perseveraram e contribuíram para que os filhos continuassem firmes em suas missões, e parabenizo os alunos pela dedicação e força de vontade que muito contribui para marcar o nome do Iema na história do nosso estado”, contou.

Ao todo trezentos e vinte e três estudantes colarão grau no início deste ano, entre os meses de janeiro e fevereiro. O próximo grupo a receber os canudos serão os alunos da unidade plena de Pindaré-Mirim. No total, serão 87 formandos. Eles concluíram o ensino médio e o técnico em agropecuária, recursos pesqueiros e serviços jurídicos. São 29 alunos do curso técnico em recursos pesqueiros, 35 do técnico em agropecuária e 23 em serviços jurídicos. Em Pindaré a colação de grau está marcada para o dia 31 de janeiro.
Cento e treze é o número de alunos que vão colar grau na unidade de São Luís (Centro). O grupo é composto por jovens que, além do ensino médio, concluem o técnico em eventos, serviços jurídicos, informática, meio ambiente e produção de áudio e vídeo. A colação de grau está marcada para o início de fevereiro. Do curso técnico em informática são 27 alunos; 30 são do técnico em eventos. Do curso técnico em meio ambiente são 33 e são 23 do curso técnico em serviços jurídicos.