Iema inicia Oficina de TCC: “Inovação e Empreendedorismo”

7 de maio de 2019

002O Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) realizou a abertura da I Oficina de TCC que teve como tema “Inovação e Empreendedorismo”, no Casarão Tech Renato Archer na manhã desta terça-feira (7). A ação, que segue durante quatro dias no período matutino e vespertino, é voltada para professores das unidades plenas do Instituto, e acontece em parceria com a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) através do programa “Inova Maranhão”.

Representando o reitor do Instituto, Jhonatan Almada, o diretor de Ensino e Pesquisa do Iema, Elinaldo Silva, destacou que a ação é de extrema importância para a inovação do modelo do Instituto. “Hoje no Iema contamos com duas formas de concluir o curso, pelo estágio ou pelo Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Temos municípios onde nossas unidades estão localizadas com pouco campo de estágio, decidimos buscar outros caminhos, e optamos por oferecer um TCC. Mas com uma diferença, não queremos aquele trabalho com 100 páginas, mas sim um prático e que apresente inovação e comtemple os ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Implantaremos um projeto piloto este ano”, destacou.

Segundo o coordenador do Núcleo Escola-Trabalho, Celso Rodrigues, o objetivo da ação é formar os professores em uma metodologia que trabalhe inovação e empreendedorismo visando a construção do TCC dos estudantes do Iema. “Teremos quatro dias, onde os professores poderão trabalhar na prática a construção de um protótipo vinculado à inovação, o empreendedorismo e aos ODS que estamos trabalhando no Iema”, contou Celso, acrescentando que a metodologia utilizada vai agregar inovação à proposta. “É uma chave que abre portas para o futuro. O aluno do Iema está sendo formado para que possa abrir essa porta, e estamos criando mecanismos para que ele possa inovar e empreender. O impacto é grande, pois ele estará problematizando a realidade em que vive na perspectiva do curso e do empreendedorismo”, acrescentou.

Para o professor da unidade plena São Luís/Centro, Wanderson Aguiar, a oficina é fundamental para inspirar os docentes que motivarão os alunos nesse desafio. “É uma oportunidade muito valiosa, pois o aluno terá uma segunda opção e não será obrigado apenas a fazer o estágio, ele poderá optar entre fazer o estágio e o TCC. A iniciativa será uma oportunidade para que ele possa criar uma solução para algum problema associado aos ODS propostos pela Unesco, e assim tentar propostas inovadoras, de startups, e outros projetos que farão com que no futuro o aluno possa criar uma empresa e mudar de vida, além de desenvolver soluções que serão implantadas em toda a comunidade que circunda o estudante”, explicou.

A oficina reúne elementos e mecanismos para auxiliar os professores a conduzirem o projeto piloto do Trabalho de Conclusão de Curso que será uma modalidade além do estágio para que o estudante faça conclusão do curso técnico. No primeiro dia de evento, a programação contou com a palestra do secretário-adjunto de Inovação e Cidadania Digital da Secti, Nivaldo Costa Muniz, e a coordenadora do programa “Inova Maranhão”, Luciana Tsukada.