Iema institui programa Bolsa-Formação

12 de março de 2018

O reitor do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), Jhonatan Almada, assinou na tarde desta sexta-feira (9) uma resolução que institui as diretrizes do programa Bolsa-Formação. A ação foi criada pelo governador do Maranhão, Flávio Dino, com objetivo de ampliar a oferta de cursos profissionalizantes do Iema e democratizar o acesso dos maranhenses a formação. Por meio da iniciativa, professores poderão ter mais agilidade e capacidade de atendimento nas demandas por cursos profissionalizantes, uma vez que facilitará o relacionamento com as unidades vocacionais dos próprios municípios e dos que contam com parcerias. O lançamento do edital será ainda este mês, com a oferta de cursos ainda no primeiro semestre de 2018.

Segundo o reitor do Iema, Jhonatan Almada, a ação foi possível pelos resultados expressivos que foram obtidos pelos cursos de Formação Inicial e Continuada (FICs) do Instituto. “Como consequência, o governador encaminhou projeto de lei para a Assembleia Legislativa criando o programa Bolsa-Formação do Iema, o qual nos dará a mesma flexibilidade de programas como o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e o Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor) para o pagamento de bolsas aos nossos supervisores e professores, dinamizando a oferta de cursos e ampliando a capacidade de atendimento”, explicou o reitor, enfatizando que o programa também atende às unidades plenas.

“Estenderemos o programa também para os educadores que atuam na base técnica, que serão agora absorvidos pelo programa. Como funcionam em formato de bolsas, os professores ficarão isentos de impostos, possibilitando a atração de profissionais mais qualificados e que possuem também outro trabalho e desejam dedicar uma parte da carga horária para contribuir com o Iema”, concluiu.