Iema participa do lançamento do “Programa Curiar MidiAção + Arte”

15 de maio de 2018

O Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), participa como parceiro do Instituto de Estudos Sociais e Terapias Integrativas (Iesti) do lançamento do ‘Programa Curiar MidiAção + Arte’, promovido pelo Governo do Estado do Maranhão. O evento acontece no próximo sábado (19), às 9h, na unidade plena São Luís, localizada no Centro.

O projeto tem como objetivo trazer inovação, leitura crítica, ventilação de práticas artísticas, experiências, processos de criação, troca de saberes, diálogo a partir de identidades e repertórios contemporâneos, empoderando alunos e comunidade escolar enquanto sujeitos e produtores de conhecimento.

“O projeto Curiar MidiAção + Arte envolve uma dimensão muito importante para a formação de estudantes, através da relação que eles estabelecem com as diferentes mídias. Eles irão durante o desenvolvimento do projeto, aprender a utilizar estas mídias como forma de dinamizar os cursos técnicos que eles fazem no Iema. Há uma dimensão da mídia e da arte, que estão relacionadas na forma de comunicar,estabelecer nexo entre a comunicação e formação técnica recebida”, ressaltou o reitor do Iema”, Jhonatan Almada.

Durante o evento a programação será conduzida pelos alunos do Iema, professores do 1º e 2º ano dos cursos técnicos de eventos, áudio e vídeo; meio ambiente, informática e serviços jurídicos, artistas e comunicadores. Entre eles, estão Márcio Vasconcelos, Thiago Martins de Melo, Robson Júnior e o coletivo Núcleo de Pesquisa e Produção de Imagem (NUPPI). A participação de artistas com reconhecimento e expressão nacional e internacional no projeto e de pensadores e protagonistas da comunicação no programa, amplia o interesse e a expressão criativa dos jovens alunos, dos professores participantes e dos demais membros do Instituto, fortalecendo uma cultura de grupo transformadora e criativa na comunidade escolar.

De acordo com o presidente Instituto de Estudos Sociais e Terapias Integrativas, Aziz Júnior, o programa oferece aos docentes experiências poderosas para o processo de ensino-aprendizagem e difusão de saberes. “Pode contribuir ainda para uma revolução no projeto político-pedagógico, abrindo perspectivas metodológicas e democratizando o processo de produção de conhecimento. Os estudantes terão a oportunidade de exercitar coletivamente processos criativos, troca de conhecimentos e constituírem-se em sujeitos produtores de conhecimento”, afirmou.

A programação está recheada de apresentações culturais, artísticas, intervenções, produções colaborativas e conta com a participação de convidados especiais, como o artista visual e design gráfico do programa, Reginaldo Pereira e com os artistas, músicos e poetas como Celso Borges e Beto Ehongue.

PROGRAMAÇÃO:

– Criação de narrativas fotográficas, com Márcio Vasconcelos;
– Duelo de playlists entre alunas e alunos;
– Oficinas de intervenção do espaço e identidade visual do projeto, com Reginaldo Pereira (artista e design);
– Live painting com Thiago Martins de Melo;
– Programa de rádio e oficina de rádio jornalismo, com Robson Jr;
– Performance coletiva de escrevivências, com Sara Parnamby;
– Exposição de zine, e intervenção poético-musical, com o coletivo NUPPI – Jane Maciel, Bruno Barata, Ramusyo Brasil e Carolina Libério e Sarah Parnamby;
– Apresentação de poemúsica, com Celso Borges e Beto Enhongue.