IEMA realiza avaliação diagnóstica em 14 unidades plenas

5 de fevereiro de 2020

Avaliação Diagnóstica (1)Instrumento que permite aos professores identificar os conteúdos, competências e habilidades que os estudantes desenvolveram ao longo do ensino fundamental, a Avaliação Diagnóstica de 2020 foi realizada nesta quarta-feira (5) nas 14 unidades plenas (Axixá, Bacabeira, Brejo, Coroatá, Cururupu, Matões, Pindaré Mirim, Presidente Dutra, Santa Inês, São José de Ribamar, São Luís Itaqui Bacanga, São Luís Centro, Bacelar Portela, Gonçalves Dias, e Timon) do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA). A ação é direcionada aos estudantes do primeiro ano das unidades plenas do Instituto. Nesta primeira etapa, apenas as unidades Rio Anil e São Vicente Ferrer realizarão em outras datas.

Na oportunidade serão aplicadas provas de língua portuguesa, matemática e uma proposta de redação com tema dentro da atualidade. Os exames foram elaborados tendo como base o Instituto Qualidade na Educação – IQE.

De acordo com o reitor do IEMA, Jhonatan Almada, a ação é de suma importância para o desenvolvimento acadêmico do IEMA. “A avaliação diagnóstica é um dos alicerces do Instituto que nos ajuda sempre a avançar do ponto de vista da qualidade e do trabalho desenvolvido pelos nossos professores, e de gestores. Com essa ação queremos contribuir com o projeto de vida dos estudantes, descobrindo suas competências e habilidades, e auxiliando-os em suas dificuldades”, contou acrescentando que a avaliação diagnóstica é uma ação estratégica do plano de ação do Instituto.

“A partir dos resultados das provas vamos reunir dados que servirão de base para um plano de ação que visa nivelar os estudantes que não tiverem com as competências e habilidades do nono ano completas. Além disso, a iniciativa ajuda a melhorar o ensino e aprendizagem do IEMA, pois podem elevar os níveis de conhecimentos dos nossos estudantes”, acrescentou.

Os resultados das avaliações serão divulgados através de boletins de desempenho individuais para estudantes, e relatórios de desempenho por unidade plena, aos gestores, e professores de língua portuguesa e matemática, em data prevista no calendário acadêmico.