IEMA realiza webinário para debater Rede de Escolas Associadas à Unesco

2 de outubro de 2020

Única escola pública do Maranhão associada à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e participante do Programa de Escolas Associadas (PEA), o Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) realizou, na manhã desta sexta-feira (2), em seu canal oficial do Youtube, o Webinário “Desafios e prospecções do atual contexto educacional brasileiro: a importância de sermos Rede PEA”.

A ação teve como objetivo promover discussões e reflexões em favor do cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), em especial ao objetivo quatro, que se refere à educação de qualidade.

O secretário-adjunto de Educação Profissional e Integral da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), André Bello, abriu o webinário e destacou a relevância em compor a Rede de Escolas Associadas. “Para nós que fazemos parte do IEMA, é muito importante estar ligado aos ideais da Unesco. São várias escolas em 170 países. Ser uma instituição com representação na Unesco significa muito para nós que sonhamos com uma educação de excelência no Maranhão”, declarou.

De acordo com o diretor de Ensino e Pesquisa do IEMA, Elinaldo Silva, o propósito do instituto é prosseguir no caminho de uma educação pública, gratuita e de qualidade. “Após a oficialização de nosso vínculo com a Rede PEA, em 2018, iniciamos uma trajetória de conquistas e excelência em educar, que inclui nossa participação ativa no Encontro Nacional de Escolas Associadas da Rede PEA. Temos boas práticas selecionadas para plataforma dos ODS da Organização das Nações Unidas (ONU), além de sermos destaque na Revista PEA de veiculação nacional, uma certificação que significa a conquista de nossa missão de promover educação profissional, científica e tecnológica de forma gratuita, inovadora e de qualidade, visando à formação integral dos jovens para atuarem na sociedade de maneira autônoma, solidária e competente”, explicou.

O assessor executivo da Rede PEA Unesco, Paulo de Camargo, destacou em sua fala que o IEMA está alinhado com as propostas da Rede. “Fiquei muito feliz em perceber que o IEMA conseguiu capturar tudo que nós tentamos comunicar para as escolas da Unesco. O instituto é uma escola que tem pouco tempo de criação, mas que já trabalha dentro dos princípios do nossos ODS. Não é tão comum vermos, em tão pouco tempo, nossos objetivos incorporados por uma instituição. O IEMA está de parabéns”, contou.

Para ser escola associada da Unesco é preciso usar metodologias inovadoras, proporcionar aos estudantes ambiente de aprendizagem seguro, saudável, inclusivo e eficaz e interagir com outras escolas local e globalmente.

O IEMA apresentou sua candidatura, que foi avaliada e recomendada pela Coordenação Nacional da Rede PEA, e aprovada pela Coordenação Internacional da Unesco em Paris. Como Escola Associada, o IEMA está compromissado com a educação para a cidadania mundial, desenvolvimento sustentável e aprendizagem intercultural.

Fonte: Seduc
02/10/2020