IEMA tem projeto aprovado pela Lei Rouanet

5 de maio de 2020

 

IMG-20200428-WA0032 A inovação é uma das marcas registradas e parte da identidade do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia (IEMA). Nesse contexto, o IEMA, unidade plena de São Luís Centro, recebeu aprovação de projeto através da Lei federal de incentivo à cultura (Lei Rouanet), do Ministério da Cultura (Minc). A ação concede a validação de R$ 550.741,40 para formação em documentário e cinema etnográfico, voltada para professores da Rede Pública de Ensino do Maranhão que trabalhem na capital maranhense, sendo eles do Município, Estado ou servidores federais.

Os recursos serão utilizados para pagamento de pessoal e compra de equipamentos, que serão usados na formação. Em seguida, os equipamentos também ficarão disponíveis para os alunos do curso técnico em áudio e vídeo da unidade.

Para o gestor geral da unidade plena São Luís Centro, Jonathan Camilo, é fundamental buscar sempre reforçar os laboratórios, além de propagar conhecimento entre os docentes da capital maranhense. “É muito importante compartilhar e socializar conhecimento, além de utilizar os equipamentos para melhorar nossas práticas, sobretudo no curso de áudio e vídeo que requer uma prática maior, um contato maior com a área de atuação. Resolvemos submeter o projeto visando as leis de incentivo para favorecer as atividades escolares”, contou o gestor.

IMG-20200428-WA0039O professor da base técnica, Emilson Ferreira, responsável pelo projeto, explicou os próximos passos para a aquisição do recurso. “A próxima etapa é a captação. Tanto pessoa jurídica como física podem patrocinar o projeto. Se trata de uma realocação de recursos. As pessoas físicas podem doar até 6% do imposto devido, pessoas jurídicas podem patrocinar até 4% do imposto a pagar. Passamos pela primeira fase que foi a validação do projeto, agora vamos trabalhar para captar os recursos que serão destinados à compra de câmeras, microfones, ilha de edição, entre outros materiais que possibilitem a criação de audiovisuais”, explicou o professor acrescentando que qualquer pessoa pode colaborar a captação de recursos.

“Os próprios professores do IEMA, pais de alunos, amigos, família podem colaborar para a concretização deste projeto, bem como toda a sociedade, basta ser pagador de imposto de renda. Os colaboradores podem fazer um depósito em uma conta aberta pelo Ministério da Cultura (Minc), para movimentação exclusiva deste projeto, e serão restituídos no imposto de renda. A união faz a força e juntos vamos vencer”, concluiu.