Iema vai ofertar cursos inéditos em suas novas unidades plenas

10 de novembro de 2017

Com a expansão da rede do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) em 2018, novos cursos serão ofertados aos estudantes, nas novas unidades plenas. Os novos cursos oferecidos nas novas unidades são Alimentos, Portos, Informática para Internet, Manutenção e suporte em Informática, alimentos, Informações em Saúde e Registros e Informações em Saúde serão implantados pela primeira vez no Instituto, com o objetivo de formar e capacitar novos profissionais para as respectivas áreas para inserção no mercado de trabalho, fortalecimento e desenvolvimento da economia no Estado.

“Temos como princípio de trabalho no Iema a cultura da inovação, a partir dos estudos técnico e levantamento das demandas. Além das audiências públicas, definimos os cursos oferecidos à luz dos interesses estratégicos do Estado do Maranhão. Eles vão de encontro aos interesses da população e também do desenvolvimento do arranjo produtivo local.
Temos cursos muito importantes sintonizados com estas demandas, com os arranjos produtivos e, por fim, com a economia maranhense. Este conjunto de cursos que o Iema está oferecendo nas seis unidades inova e dialoga com as necessidades da economia e da sociedade”, destacou o reitor do Iema, Jhonatan Almada.

O reitor citou alguns exemplos de cursos e da importância de cada um para seu respectivo município, falou do curso de Química, que será ofertado na unidade plena de Presidente Dutra, e que dialoga com as empresas do setor existente na cidade. Outros exemplos dados por ele foram os cursos de eletromecânica e eletrotécnico da unidade de São Luís, no Itaqui-Bacanga, que estão em sintonia com a demanda do complexo industrial, puxado pela Vale, Porto do Itaqui. Na mesma unidade, Almada citou o curso de Portos, que é o primeiro a ser ofertado nessa área. Outro curso novo que será ofertado pelo Iema é o de Alimentos, que vai acontecer na unidade de Cururupu, local que tem grande produção de pescado e que precisa de profissionais técnicos que possam beneficiar tal produção e incrementar a cadeia produtiva.

Em Santa Inês, os cursos são Gerência em Saúde e Registros e Informações são ligados à área de gestão e inteligência da saúde, importantíssimos para o levantamento de dados, para a sistematização de informação para a gestão da saúde pensados para atender a rede pública que está em expansão. “Esta rede demanda profissionais com este perfil, que trabalhe bases de dados, informações para que o gestor público tome decisões mais acertadas e próximas das necessidades reais”, disse o reitor.

De acordo com pró-reitor de Ensino Elinaldo Silva, ressalta a importância dos cursos para a formação de mão de obra qualificada. “São de extrema importância. E não só os novos, mas todos os que são oferecidos pelo Iema, porque garantem ao estudante que, além de concluir o ensino médio, possa ter uma formação profissional e entrar no mercado de trabalho após a conclusão. Os cursos ofertados pelo Iema são de qualificação profissional e automaticamente transforma a vida das pessoas”, finalizou.