Jhonatan Almada assume a presidência da Federação Internacional de Robótica no Brasil

6 de abril de 2019

AlmadaConsiderada um dos quatro maiores eventos de robótica do mundo, a Fira RoboWorld Cup agora contará com representação no Brasil. A formalização aconteceu este ano com a instalação de um capítulo da Federação Internacional de Robótica (Fira) no Brasil e a constituição de uma diretoria da qual Jhonatan Almada, reitor do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) é o presidente.

Após a instalação do capítulo foi montada a estrutura da diretoria, que é composta por membros do Iema e do Centro Universitário Eniac. A partir de agora, o Brasil será inserido no capítulo regional, lembrando que antes só havia o europeu e o asiático. Embora recente, o capítulo Fira Brasil já conta com uma agenda: no período de 2019 a dezembro de 2021, o Iema será responsável por realizar eliminatórias nas Américas (Desafios Fira e Juventude Fira ) que classificam equipes para o mundial da Fira, que este ano será realizado na Coreia do Sul, de 2 a 15 de agosto.

Uma particularidade da participação do Iema na competição na Coreia do Sul é que esse fato representa, também, a defesa de proposta/candidatura para o Brasil sediar a Fira em 2021. “Tudo começou quando sediamos pela primeira vez no país o I Seminário Internacional de Robótica e trouxemos o presidente da Fira, o professor Jacky Baltes, para contribuir com o nosso debate. Levantamos a proposta de sermos o representante Brasil para que pudéssemos fazer seletiva no país para as equipes participarem do evento, fomos classificados e agora defenderemos que o país seja sede”, explica Jhonatan Almada.

O reitor pontua que, com a ação, o Instituto projeta seu trabalho no país e no mundo. “Estou muito orgulhoso, pois é uma grande motivação estar à frente desse trabalho. Sermos credenciados como representantes da Fira no Brasil representa um esforço realizado ao longo desses três anos de trabalho, que nos trouxe medalhas, premiações, viagens, torneios e eventos. Esse reconhecimento evidencia o potencial de criatividade e de capacidade de realização que a nossa comunidade escolar tem, que os jovens maranhenses trazem, e que o Iema em seu ambiente desenvolve e estimula”, destacou o reitor.

Almada contou que a titulação amplia ainda mais os campos da robótica no mundo. “Em 2018 participamos da Fira em Taiwan e analisamos que não existe nenhuma etapa da competição nas Américas, nem do Sul, do Norte e nem na América Central. Para obter classificação, só existia a Liga da Europa e da Ásia. Participamos da RobôParty em Portugal e fomos credenciados para participar da Fira, com isso conseguimos a quarta

Dando continuidade à pauta da instalação do capítulo no País, o Eniac ficou encarregado de criar uma página oficial do capítulo Fira Brasil. Até janeiro de 2020, Iema e Eniac têm de defender uma data e local para realizar seu primeiro evento – é a etapa Brasil, que vai classificar para o mundial no Iran, marcado para agosto de 2020.