Rede de Bibliotecas Bandeira Tribuzi incentiva hábito da leitura na escola

12 de março de 2020

Criada através de resolução em 24 de janeiro de 2017, a Rede de Bibliotecas do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), que homenageia o autor maranhense Bandeira Tribuzi, vem incentivando e motivando cada vez mais os estudantes ao hábito da leitura. A Rede funciona com uma coordenação unificada, encontro semestrais das 16 bibliotecárias que fazem assistências aos estudantes nas unidades plenas e na unidade vocacional do IEMA da Praia Grande. Elas se reúnem para debater a elaboração do plano de ação de 2020 e planejamento de atividades comuns.

A Rede tem como principal foco incentivar o hábito da leitura e da escrita através de atividades lúdicas como exposições, poesias, leitura, exibições de filmes, recital de poesias e concurso de redação. A Feira do Livro é o evento mais importante da Rede de Bibliotecas Bandeira Tribuzi e tem por objetivo principal estimular o hábito de leitura e a importância do livro junto aos estudantes.

Segundo a bibliotecária coordenadora da Rede de Bibliotecas Bandeira Tribuzi Leryane Lima, o Instituto acertou em cheio em ter criado a Rede. “Estamos desenvolvendo desde 2017 uma série de ações na área de bibliotecas escolares, que mostram o quanto a biblioteca pode ser dinâmica e o quanto pode ser exitosa quando aplicada no modelo educacional de forma correta. No IEMA tive a oportunidade real de trabalhar aspectos da leitura e do livro que são importantes instrumentos para o desenvolvimento crítico dos alunos”, destacou Leryane acrescentando que na biblioteca o protagonismo juvenil dos alunos também é trabalhado de forma profunda. “Conseguimos trabalhar e atender nossos alunos com ações que são desenvolvidas pela Rede de forma comum e simultânea”, acrescentou ao desejar vida longa à Rede de Bibliotecas do IEMA.

Segundo o diretor de Ensino e Pesquisa do IEMA, Elinaldo Silva, as bibliotecas do Instituto tornam o estímulo à leitura mais homogêneo e eficaz. “Nossa Rede se reúne sempre para avaliação e planejamento. A Rede busca sempre organizar as atividades buscando dar apoio às equipes escolares, principalmente à cultura leitora na escola e o desenvolvimento do comportamento leitor dos estudantes”, contou.

Para a bibliotecária da unidade plena Cururupu Ríula Pinheiro, a biblioteca continua sendo a fonte de informação mais segura para o aluno. “Por meio da Rede trabalhamos as datas comemorativas em conjunto. A biblioteca é o coração de qualquer escola, pois lá se concentra todo o conhecimento. Assim o aluno tem acesso ao mundo da informação. O profissional bibliotecário consegue atender às necessidades do seu usuário e fornecer a informação do aluno com o conhecimento do acervo e do espaço”, relatou.