Seduc lança Cadernos de Atividades Experimentais

24 de setembro de 2020

◊A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) lançou, nesta quinta-feira (24), material de apoio para as práticas experimentais em laboratórios de Biologia, Física, Química e Matemática nas escolas da Rede de Educação Integral de Ensino, Centros Educa Mais e unidades plenas do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema).

O Caderno “Atividades Experimentais no Ensino de Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias” apresenta roteiros, simulações e questões que auxiliam no processo de ensino-aprendizagem e orientam os docentes de forma dinâmica e efetiva no desenvolvimento de práticas seguras e eficientes, estimulando a construção de novos meios de ensino. O caderno está dividido em quatro capítulos, com roteiros que são apresentados e incluem um QR Code para ampliar conhecimento por meio de vídeos, textos e sugestões de atividades e aplicativos para entendimento das práticas.

De acordo com o secretário-adjunto de Educação Profissional e Integral da Seduc, André Bello, o objetivo da obra é proporcionar um olhar diferenciado em relação às Ciências. “Essa é uma ação importante que faz parte do Plano de Inovação que lançamos há 20 dias, com o investimento de R$ 17 milhões que propõe uma ligação dos laboratórios com a sala de aula. O intuito é trazer as escolas do Maranhão para o século 21, preparando os alunos para as demandas que o mercado de trabalho atual exige, aspectos como: colaboração, empreendedorismo, controle emocional e o conhecimento prático vai de encontro com essa temática”, declarou André, acrescentando que essas ações estão diretamente ligadas ao desempenho das escolas integrais no Ideb.

“Quando preparamos os professores para as práticas, as aulas se tornam mais atrativas, diminui a evasão, abadono e aumenta a frequência. É uma iniciativa que tem um significado gigantesco no dia a dia da escola”, acrescentou.

Segundo Elinaldo Silva, diretor de Ensino e Pesquisa do Iema, o caderno amplia as possibilidades do ensino formal no processo de elaboração do saber. “Essa é uma produção acadêmica e metodológica que foi produzida para que possamos fortalecer as práticas em laboratórios. Essa ação gerará resultados significativos para os nossos estudantes”, destacou.

Para Raquel Melo, supervisora dos Centros Educa Mais, os professores ganham um instrumento para melhorar o ensino. “Parabenizo a equipe de laboratórios pela iniciativa. A ação vem nos apoiar enquanto Rede de Educação Integral. O caderno norteia a ação pedagógica das nossas escolas que desejam aprofundar suas metodologias pedagógicas para avançar nas práticas ativas e protagonistas dos nossos estudantes”, disse.

“Motivar os professores nesse momento de aulas remotas é muito importante, o lançamento do caderno é também, uma forma de incentivar os nossos educadores para as aulas práticas. Para não deixar que as aulas remotas aconteçam de forma monótona”, explicou Jonny Erick, coordenador de Laboratórios da Base Nacional Comum Curricular.

Adryand Coelho, coordenador de Laboratórios Base Técnica, enfatizou a importância do lançamento. “O caderno tem o objetivo de apresentar atividades experimentais que são essenciais para o aprendizado do aluno em toda sua fase de formação. Ele reúne todo ambiente para que os jovens realizem o experimento oportunizando que o estudante façam a experimentação do conhecimento teórico”, afirmou.

O caderno fica disponível para consulta no site do Iema (www.iema.ma.gov.br), na aba publicações.

Fonte: Seduc
24/09/2020