Unidade Plena de Pindaré-Mirim realiza projeto “Cantinho da Leitura”

11 de novembro de 2017

Com o intuito de melhorar o aprendizado dos alunos que apresentam dificuldades de entendimento das áreas de ciências humanas como história, geografia, sociologia e filosofia, além de desenvolver o gosto pela leitura e a interpretação de texto, o Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) unidade plena de Pindaré-Mirim desenvolveu o projeto “Cantinho da Leitura”. A ação é coordenada pela gestão pedagógica da unidade, mas a autonomia é dos alunos.

A iniciativa consiste na indicação de livros entre os alunos. Nos intervalos do lanche e do almoço os estudantes fazem a apresentação daquilo que foi lido e entendido. Os estudantes que estão no lanche podem desfrutar do momento e os que estão com dificuldades vão ter uma interação com a disciplina.

De acordo com o reitor do Iema, Jhonatan Almada, iniciativas como essa são de grande relevância. “Avaliamos que o nosso modelo está consolidando quando percebemos que os alunos se apropriam dele e desenvolvem suas práticas. Para isso tivemos muitas conquistas importantes, como a ampliação do acervo da Rede de Bibliotecas Bandeira Tribuzi, com 23 mil novos livros, a realização de feiras do livro nas unidades do Iema e agora estas iniciativas importantes nas nossas unidades plenas que remetam à leitura”, ressaltou o reitor.

Segundo o gestor geral da unidade plena de Pindaré-Mirim, Carlos Alberto Colares, a iniciativa contribui com o hábito da leitura e interpretação. “Quando esse estudante lê o livro, e entende, ele vai interpretar a proposta do autor, e com ela exercitar a dicção e dividir com os colegas. Essa iniciativa contribui para o desenvolvimento da oralidade, a desinibição e a expressividade dos nossos jovens. Além de estar interagindo com os outros estudantes, está conectado às questões ministradas em sala de aula”, explicou o gestor enfatizando que o projeto é um importante aliado para o desenvolvimento dos conhecimentos. “Acreditamos que esse mecanismo pode aumentar os rendimentos dos nossos jovens, sobretudo nesse período de avaliações”, acrescentou.