Unidades vocacionais do Iema iniciam período de formação

13 de abril de 2018

Imagens Aula Inaugural (10)Na modalidade unidade vocacional, o Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) iniciou na terça-feira (10) os cursos de Formação Inicial e Continuada (FICs) e oficinas ofertados gratuitamente aos maranhenses. As formações têm por objetivo atender às demandas profissionais locais, promovendo a inserção das pessoas no mercado de trabalho.
As aulas inaugurais já ocorreram em Caxias, Presidente Médice e São João do Sotér, onde estão sendo ofertados cursos de estética, inglês básico, inglês intermediário, produtor de sorvetes, mecânica de motocicletas, avicultor e processamento de frutas.

Os cursos são oferecidos gratuitamente nas unidades vocacionais e prédios de parceiros do Instituto e devem atender a mais dez mil maranhenses nas zona rural de São Luís e zona urbana e rural de vários municípios do Estado. A duração da capacitação é de três meses e a carga horária varia entre 160 e 240 horas.

“O Iema de fato consolidou o nome na sociedade maranhense e as pessoas aguardam o lançamento de cursos e se inscrevem. A população aprovou e busca os cursos do Iema, pois identifica a nossa instituição como um local de referência para a educação profissional e tecnológica. Já qualificamos mais de 13.500 maranhenses e agora, nesta nova etapa, serão mais dez mil pessoas capacitadas por meio deste trabalho forte, sério e contínuo que tem alcançado milhares de pessoas”, ressaltou o reitor do Iema, Jhonatan Almada.

O secretário adjunto de Educação Profissional e Inclusão Social, André Bello, destaca a importância dos cursos para a geração de renda. “O Governo do Maranhão, por meio do Iema, lançou em março o edital dos cursos FICs e agora iniciamos as aulas inaugurais que acontecerão durante todo mês de abril e uma parte do mês de maio. As aulas irão acontecer até julho e agosto, para que no final possamos certificar pessoas com o propósito de aumentar a renda ou gerar emprego para esses alunos. Estamos preparando cada estudante para ser autônomo ou para se inserir no mercado de trabalho”, destacou André Bello.

Além dos municípios que tiveram suas aulas inaugurais, a população de Arari, Açailândia, Aldeias Altas, Alcântara, Axixá, Balsas, Barreirinhas, Barra do Corda, Bequimão, Cajari, Caxias, Codó, Carolina, Matões, Carutapera, Marajá do Sena, Itinga do Maranhão, Pinheiro, São Luís e muitas outras regiões maranhenses receberão cursos que vão desde corte e costura, panificação, artesão em trabalhos manuais, passando por libras, eletricista predial, até chegar a Word avançado e web design.